Um pouco sobre São Miguel Paulista SP

Sediados na Zona Leste , próximo a São Miguel Paulista, SP, atendemos clientes de todo o país

 
 

São Miguel Paulista
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegaçãoSaltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2008). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
São Miguel
Área 7,5 km²
População (52°) 93.187 hab. (2010)
Densidade 124,25 hab/ha
Renda média R$ 1.600,00
IDH 0,808 - elevado (67°)
Subprefeitura São Miguel
Região Administrativa Leste
Área Geográfica 3 (Nordeste)
Distritos de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Procurar imagens disponíveis
São Miguel é um distrito da zona leste do município de São Paulo, no estado de São Paulo, no Brasil.

Teve, como núcleo inicial, a chamada Capela dos Índios, uma igreja construída no século XVI para o aldeamento de indígenas da região. A capela está localizada na Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, também conhecida como Praça do Forró. Ela é a única construção no município de São Paulo que, depois da reforma que sofreu no século XVII, conserva-se totalmente original, com paredes em taipa de pilão.

Foi, durante muitos anos, chamado "distrito da Penha de França", ganhando autonomia administrativa no fim do período imperial. Fez parte da constituição do distrito, a existência da estrada que ligava o Rio de Janeiro a São Paulo e que passava por dentro da antiga Aldeia de São Miguel. Hoje, a estrada transformou-se nas Avenidas Marechal Tito e São Miguel.

Servido pela linha 12 da CPTM, a antiga Variante da Estrada de Ferro Central do Brasil, que foi inaugurada na década de 1930, e pelo Terminal São Miguel, o distrito permaneceu estagnado durante mais de um século. Hoje, tornou-se um importante centro comercial e populacional regional. É uma das regiões mais populosas do município.

Teve, como um dos principais fatores de desenvolvimento, as atividades da Companhia Nitro Química Brasileira, do Grupo Votorantim, desde 1937, que gerou uma grande migração para São Miguel, principalmente de nordestinos. A indústria foi uma resposta do empresário José Ermírio de Moraes à liderança das Indústrias Matarazzo na produção do raion, a seda sintética. Hoje, a indústria trabalha com outros produtos, ainda na área química.

São Miguel conta com uma rede de serviços públicos e privados considerável, com escolas, hospitais, comércio e indústrias variadas.

São Miguel já foi o distrito mais violento de São Paulo ao lado do Itaim Paulista em uma pesquisa feita pela ONU em 1998 e publicada pela Folha de São Paulo, hoje não ocupa esse título de liderar a lista de homicídios, embora ainda seja um dos distritos mais violentos de São Paulo.[1]

Os bairros mais violentos localizados em São Miguel são: Jardim Santana e Vila Curuça, com altos números de criminalidades, violências e homicídios.

Como chegar em São Miguel PaulistaSão Miguel Paulista, São Paulo, SP - Faça uma busca de estabelecimentos e serviços usando as caixas acima e descubra como chegar.

Localizada no extremo leste da capital, a área de jurisdição da Subprefeitura São Miguel Paulista tem 24,30 km² de extensão. É composta pelos distritos de São Miguel Paulista, Vila Jacuí e Jardim Helena.

Segundo dados de 2010 do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a região possui aproximadamente 370 mil moradores. Por sua história e tradição, São Miguel Paulista é o distrito que dá nome à região da Subprefeitura.

O bairro começa com a Aldeia de Ururaí, formada por índios guaianases que haviam deixado os arredores do Colégio Jesuíta de São Paulo. Ururaí era como os índios denominavam o Rio Tietê, que margeia a região.

Por volta de 1560, para marcar presença cristã na aldeia dos guaianases, o padre José de Anchieta construiu uma capela na região, batizada de São Miguel, nome de seu arcanjo de devoção. O bairro de São Miguel Paulista começou a crescer ao redor da capela.

Pela importância história, a Capela de São Miguel Arcanjo foi tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional em 1938. O ponto inicial do bairro é um marco na história e na cultura local. A Capela de São Miguel, que passou por uma restauração em 2007, faz parte da Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, também conhecida como “Praça do Forró”, referência à cultura nordestina da região.

Crédito: Mário Rodrigues
A Capela de São Miguel Arcanjo é o principal marco do bairro São Miguel Paulista, localizado na zona leste de São Paulo. Construída em 1560 pelo Padre Anchieta, como forma de demarcar a presença cristã na região, a igreja foi reformada em 1622 e então tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional.


A Praça do Forró, cujo nome oficial é Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, também possui extrema importância para o bairro. Além de abrigar a capela, funciona como palco para apresentações artísticas e concentra cerca de 200 lojas, que garantem aos moradores praticidade na hora de fazer compras.

Próxima Página: Itaim Paulista.

sao miguel paulista